Sobre nós

A  ADL existe desde 1997 e é a mais antiga  Associação Portuguesa dirigida aos doentes com Leucemia e Linfoma. Nasceu no HSJe a sua actividade está reconhecida e legalizada dentro da Instituição.

Trata-se de um projecto dos doentes e familiares destinado a complementar  o trabalho médico/hospitalar.

Foi reconhecida como IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social). Todo o trabalho desenvolvido é feito em absoluto regime de voluntariado.

O Gabinete de atendimento situa-se ao lado da UDN (Piso1), todas as manhãs de dias úteis (9h30 – 12h30). Conta com 680 Associados e 20 Sócios em trabalho efectivo de voluntariado com média etária de 50 anos.

“ Acreditamos que ensinar e esclarecer é a forma mais eficaz de ajudar os doentes “

 Dr.ª Maria José Parreira

OBJECTIVOS

  1. Humanizar os serviços de saúde associados ao tratamento de leucemias e linfomas.
  2. “ Formar e informar “
  3.    Procurar  soluções para problemas a nível médico, social, escolar, laboral e legal.
  1. Humanizar os serviços de saúde associados ao tratamento de leucemias e linfomas.

    Junto das Instituições de saúde destinadas a facilitar um tratamento humanizado do doente;

    A ADL e a Humanização no Hospital 

    Humanização na vida hospitalar é uma “atitude” essencial que gera e inspira respeito , confiança , fraternidade , empatia e união entre a pessoa doente e o(s) seus cuidador(es): médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos análises ,  …  O caminho para a humanização assenta na preocupação desinteressada e altruísta com o próximo – tratar dele como gostaria de ser tratado. Daqui advirá , naturalmente ,  o mais elevado grau de satisfação de todos os envolvidos . O trabalho de voluntariado é fundamental na humanização do hospital: inúmeras  vezes são os “ voluntários “ que estabelecem  a ponte entre o doente e a pessoa como um todo e também com os seus familiares.  O trabalho voluntário, ao contrário do que pode parecer , é exercido de forma séria e muitas vezes necessita de especialização e profissionalismo; os  hospitais  precisam do auxílio de profissionais formados em várias áreas . É preciso haver quem saiba ouvir o doente sem limitações de tempo , valorize e integre as suas angústias , medos e sofrimento no seu universo único: pessoal ,  familiar , profissional e social . Citando o Prof Dr Daniel Serrão “ toda a gente é pessoa mas doente é mais pessoa que toda a gente “ .

    Nesta extensa área de acção e trabalho voluntário cabe a ADL  Associação de Doentes com Leucemia e Linfoma cujo objectivo principal é formar e informar , isto é, transmitir conhecimentos científicos  de forma simples e objectiva aos doentes , familiares e amigos e a todos os profissionais de saúde que com eles contactam , partilham dúvidas e problemas.

    Apoio domiciliário a doentes com cancro de sangue

    A ADL tem um projecto relativamente recente desenvolvido por enfermeiros reformados do HSJ e também aprovado pela Administração desta instituição e que consiste na recolha de amostras de sangue para estudos analíticos em casa de doentes com cancros do sangue e com dificuldades de mobilidade bem como o estudo pré transfusional nestes pacientes. Dessa forma, o doente vem menos vezes ao hospital e quando o faz, demora muito menos tempo porque não tem de esperar horas pelos resultados das análises. Para a ADL,este projecto é muito positivo para a qualidade de vida destes doentes acabando também por diminuir imenso o risco de infecção hospitalar. Um doente imunodeprimido, isto é, com as defesas em baixo, ao estar horas numa sala de espera cheia, corre um risco significativo de contrair infecções. Assim, este apoio beneficia tanto os doentes como os hospitais.

  2. Formar e Informar”

  3. Fornecer aos doentes , familiares e amigos informação escrita acerca dos sintomas , meios de controlo , tratamento e prevenção destas doenças;

  4. Procurar  soluções para problemas a nível médico, social, escolar, laboral e legal
  • Apoiar os profissionais de saúde e estruturas que os envolvem para a melhoria de instalações e equipamentos de tratamento.
  • Colaborar c/ associações congéneres com objectivos semelhantes.
  • Colaborar c/ entidades públicas e organismos internacionais no sentido da sensibilização para estas questões.
  • Captar o interesse dos diferentes sectores nomeadamente industriais ligados  à  prevenção e tratamento destas doenças;
  • Informar e educar, promovendo a participação activa dos doentes;
  • Divulgar legislação especifica bem como dar apoio legal necessário aos associados;


Promoção e divulgação das acções da ADL

  • Eventos anuais: Reunião de Inverno e Encontro de Verão (ver descriminações das reuniões nos slides seguintes).
  • Sua divulgação nos meios de comunicação social (rádio, tv, jornais e internet).